100%

PROJETO DE LEI Nº 0009/2019

PROJETO DE LEI Nº 0009/2019


DISPÕE SOBRE A PERMISSÃO DE SERVIÇO PÚBLICO PARA EXPLORAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE TERMINAL RODOVIÁRIO NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.


A CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SÃO MIGUEL DO OESTE, ESTADO DE SANTA CATARINA, APROVA:
                 
Art. 1º Fica o Poder Executivo Municipal autorizado, na qualidade de Poder Permitente, a outorgar, mediante licitação pública, sob a modalidade de concorrência, a permissão de serviço público para exploração e administração de Terminal Rodoviário do Município de São Miguel do Oeste, pelo prazo de 10 (dez) anos, prorrogáveis pelo mesmo período.
 
§1º O permissionário, no certame licitatório, deverá disponibilizar local neste Município para a implantação do Terminal Rodoviário, contendo as seguintes características:
I - Área Total Construída de no mínimo: 800m²;
II - Área de Pátio mínima: 1.600m²;
III - Área coberta para embarque edesembarque;
IV - Sanitários;
V - Área destinada aos guarda volumes;
VI - Área destinada à lanchonete;
VII - Área destinada à instalação de, no mínimo, três boxes para comercialização de passagens.
 
§2º A permissão sujeitar-se-á à fiscalização pelo poder permitente, com a cooperação dos usuários.
 
§3º O Município publicará, previamente ao edital de licitação, justificativa quanto à conveniência da outorga da permissão, caracterizando seu objeto, área e prazo.
 
§4° O Terminal Rodoviário será obrigatoriamente utilizado também para o serviço público referente ao transporte público urbano de passageiros, disciplinado por lei específica.
 
§5° Ficam vedadas as exigências de propriedade e de localização prévia, nos termos do § 6º do art. 30, da Lei de Licitações e Contratos Administrativos (Lei 8.666/1993).
 
Art. 2º Para os fins do disposto nesta Lei, considera-se:
 
I - Poder Permitente: Município de São Miguel do Oeste;
II - Permissão de serviço público: a delegação, a título precário, mediante licitação, da prestação de serviços públicos, feita pelo poder concedente à pessoa física ou jurídica que demonstre capacidade para seu desempenho, por sua conta e risco.
 
Art. 3º A permissionária que explorará e administrará o Terminal Rodoviário de São Miguel do Oeste, responsabilizar-se-á pelo seu eficaz funcionamento, segundo as normas e critérios a serem expedidos pelo Poder Executivo Municipal e por meio do competente edital licitatório, bem como pelo pagamento dos tributos que venham a incidir sobre as suas atividades, além das incumbências e encargos previstos no edital licitatório e no contrato de permissão.
 
Art. 4º Para remuneração da permissionária pela exploração do Terminal Rodoviário de São Miguel do Oeste, serão consideradas as receitas provenientes de:
 
I - Tarifa de embarque;
II - Tarifa de estacionamento;
III - Receitas para utilização de sanitários, guarda-volumes e outros serviços prestados aos usuários;
IV- Receitas de aluguéis de espaços comerciais.
 
Art. 5º A tarifa do serviço público permitido será fixada pelo preço da proposta vencedora da licitação e homologada por Decreto do Poder Executivo.
 
Parágrafo único. As tarifas, previstas em contrato de licitação, serão reajustadas anualmente, com base no IGP-M acumulado nos últimos doze meses, e homologadas por Decreto do Executivo.
 
Art. 6º A permissão dos serviços de exploração e administração do Terminal Rodoviário de São Miguel do Oeste pressupõe a prestação de serviço adequado ao pleno atendimento dos usuários, conforme estabelecido nesta Lei, nas normas pertinentes e no respectivo contrato.
 
Parágrafo único. Serviço adequado é o que satisfaz as condições de regularidade, continuidade, eficiência, segurança, atualidade, generalidade, cortesia na sua prestação e modicidade das tarifas.
 
Art. 7º São direitos e obrigações dos usuários do Terminal Rodoviário de São Miguel do Oeste:
 
I - Receber serviço adequado;
II- Receber do Município e da permissionária informação para a defesa de interesses individuais ou coletivos;
III - Levar ao conhecimento do poder público e da permissionária as irregularidades de que tenham conhecimento, referentes ao serviço prestado;
IV - Comunicar às autoridades competentes os atos ilícitos praticados pela permissionária na prestação do serviço.
 
Art. 8º Incumbe à permissionária a execução do serviço permitido, cabendo-lhe responder por todos os prejuízos causados ao Município, aos usuários ou a terceiros, sem que a fiscalização exercida pelo órgão competente exclua ou atenue essa responsabilidade.
 
§1º Sem prejuízo da responsabilidade a que se refere este artigo, a permissionária poderá contratar com terceiros o desenvolvimento de atividades inerentes, acessórias ou complementares ao serviço permitido, bem como a implementação de projetos associados.
 
§2º Os contratos celebrados entre a permissionária e os terceiros a que se refere o parágrafo anterior reger-se-ão pelo direito privado, não se estabelecendo qualquer relação jurídica entre os terceiros e o Poder Permitente.
 
Art. 9º A transferência da permissão do Terminal Rodoviário de São Miguel do Oeste ou do controle societário da permissionária sem prévia anuência dos Poderes Executivo e Legislativo implicará a caducidade da permissão.
 
Parágrafo único. Para fins de obtenção da anuência de que trata o caput deste artigo, o pretendente deverá:
 
I - Atender às exigências de capacidade técnica, idoneidade financeira e regularidade jurídica e fiscal necessárias à assunção do serviço; e
II - Comprometer-se a cumprir todas as cláusulas do contrato em vigor.
 
Art. 10. Incumbe ao Município:
 
I - Regulamentar o serviço permitido e fiscalizar a sua prestação;
II - Aplicar as penalidades regulamentares e contratuais;
III - Intervir na prestação do serviço, nos casos e condições previstos em lei;
IV - Extinguir a permissão, nos casos previstos nesta Lei e na forma prevista no contrato;
V - Homologar reajustes e proceder à revisão das tarifas na forma desta Lei, das normas pertinentes e do contrato;
VI - Cumprir e fazer cumprir as disposições regulamentares do serviço e as cláusulas contratuais da permissão;
VII - Zelar pela boa qualidade do serviço, receber, apurar e solucionar queixas e reclamações dos usuários, que serão cientificados, em até trinta dias, das providências tomadas;
VIII - Estimular o aumento da qualidade, produtividade, preservação do meio- ambiente e conservação.
 
Art. 11. No exercício da fiscalização, os agentes fiscais municipais terão acesso aos dados relativos à administração, contabilidade, recursos técnicos, econômicos e financeiros da permissionária do Terminal Rodoviário de São Miguel do Oeste.
 
Parágrafo único. A fiscalização do serviço será feita por intermédio da Secretaria Municipal de Administração e Finanças.
 
Art. 12. Incumbe à permissionária do Terminal Rodoviário de São Miguel do Oeste:
 
I - Prestar serviço adequado, na forma prevista nesta Lei, nas normas técnicas aplicáveis e no contrato;
II - Prestar contas da gestão do serviço ao Município e aos usuários, nos termos definidos no contrato;
III - Cumprir e fazer cumprir as normas do serviço e as cláusulas contratuais da permissão;
IV - Permitir aos encarregados da fiscalização livre acesso, em qualquer época, às instalações e documentos integrantes do serviço;
V - Captar, aplicar e gerir os recursos financeiros necessários à prestação do serviço;
VI - Disponibilizar local para a implantação do Terminal Rodoviário, atendendo o programa de necessidades mínimas de acordo com a proposta apresentada no competente processo licitatório, no prazo máximo de 12 (doze) meses a contar da assinatura do contrato;
VII - A conservação e manutenção do Terminal Rodoviário as suas expensas.
 
Art. 13. As despesas decorrentes da aplicação desta Lei correrão por conta de dotações constantes do orçamento vigente.
 
Art. 14. As disposições previstas na Lei Federal nº 8.987, de 13 de fevereiro de 1995, aplicam-se subsidiariamente à permissão de serviço público, objeto desta Lei.
 
Art. 15. Fica revogada a Lei nº 1.117 de 27 de junho de 1978.
 
Art. 16. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Sala das Sessões, 16 de maio de 2019.
 
 
 
Vereador Everaldo Di Berti
Presidente
  OBS: As normas e informações complementares, publicadas neste site, tem caráter apenas informativo, podendo conter erros de digitação. Os textos originais, revestidos da legalidade jurídica, encontram-se à disposição na Câmara Municipal de São Miguel do Oeste - SC.

Projeto de Lei / 2019

  PROJETO DE LEI Nº 0049/2019

AUTORIZA O CHEFE DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A PRORROGAR CONTRATO DE CESSÃO DE USO DE BEM IMÓVEL.

  PROJETO DE LEI Nº 0048/2019

DISPÕE SOBRE A DOCUMENTAÇÃO A SER APRESENTADA PARA O PROJETO “MINHA RUA + BONITA”, ALTERA O § 2º DO ARTIGO 6º E INSERE O ANEXO I E O ANEXO II À LEI MUNICIPAL Nº 7.422, DE 11 DE AGOSTO DE 2017.

  PROJETO DE LEI Nº 0047/2019

AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A CONCEDER INCENTIVO ECONÔMICO AO PRODUTOR RURAL SENHOR ALFONSO PERSCH.

  PROJETO DE LEI Nº 0046/2019

DENOMINA DE “SD. CARLOS ROBERTO FRANÇOZI” A RUA PROJETADA “H” SITUADA NO LOTEAMENTO EDUARDO AGOSTINI II, NO BAIRRO AGOSTINI, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.  

  PROJETO DE LEI Nº 0045/2019

AUTORIZA O MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE A RECEBER EM DOAÇÃO ÁREA DE TERRAS DE PROPRIEDADE DE OTILE MOCELLIN E GESSI SALETE POZZER.

  PROJETO DE LEI Nº 0044/2019

DISPÕE SOBRE A OBRIGATORIEDADE DE PUBLICAÇÃO NO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DO MUNICÍPIO, AS INFORMAÇÕES SOBRE A ARRECADAÇÃO, APLICAÇÃO DOS RECURSOS DERIVADOS DE MULTAS DE TRÂNSITO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

  PROJETO DE LEI Nº 0043/2019

Estabelece critérios de desempate e pontuação de título para concursos públicos e processos seletivos ao candidato que possuir graduação e curso de língua brasileira de sinais no âmbito do município de São Miguel do Oeste dá outras providências.  

  PROJETO DE LEI Nº 0042/2019

INSTITUI O DIA MUNICIPAL DA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS, NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE/SC, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.  

  PROJETO DE LEI Nº 0041/2019

DISPÕE SOBRE O ATENDIMENTO PRIORITÁRIO DE PESSOAS DIAGNOSTICADAS OU COM SUSPEITA DE NEOPLASIA (CÂNCER) NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE, SC, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.  

  PROJETO DE LEI Nº 0040/2019

DISPÕE SOBRE AS DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS DO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE, ESTADO DE SANTA CATARINA PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2020, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

  PROJETO DE LEI Nº 0039/2019

AUTORIZA A BAIXA DO PATRIMÔNIO E ALIENAÇÃO DE BENS MÓVEIS INSERVÍVEIS À ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL.

PROJETO DE LEI Nº 0038/2019

AUTORIZA A ALTERAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL – PPA, DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS - LDO E DA LEI ORÇAMENTÁRIA – LOA, ATRAVÉS DA ABERTURA DE UM CRÉDITO ADICIONAL ESPECIAL NA IMPORTÂNCIA DE R$ 237.724,90 (DUZENTOS E TRINTA E SETE MIL, SETECENTOS E VINTE E QUATRO REAIS E NOVENTA CENTAVOS), E CONTÉM OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

PROJETO DE LEI Nº 0037/2019

AUTORIZA A ALTERAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL – PPA, DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS - LDO E DA LEI ORÇAMENTÁRIA – LOA, ATRAVÉS DA ABERTURA DE UM CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR NA IMPORTÂNCIA DE R$ 4.319.000,00 (QUATRO MILHÕES, TREZENTOS E DEZENOVE MIL REAIS), E CONTÉM OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

PROJETO DE LEI Nº 0036/2019

AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A CONCEDER INCENTIVO ECONÔMICO AO PRODUTOR RURAL SENHOR ELVINO ARLINDO STEFFENS.

  PROJETO DE LEI Nº 0035/2019

REGULAMENTA A EXPEDIÇÃO DE ALVARÁ DE LICENÇA PARA LOCALIZAÇÃO E PERMANÊNCIA NO ÂMBITO DA ZONA URBANA E RURAL DE SÃO MIGUEL DO OESTE E CONTÉM OUTRAS PROVIDENCIAS.

  PROJETO DE LEI Nº 0034/2019

ACRESCENTA O § 6º AO ART. 7º DA LEI 6.948 DE 13 DE JUNHO DE 2014.

PROJETO DE LEI Nº 0033/2019

AUTORIZA A ALTERAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL – PPA, DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS - LDO E DA LEI ORÇAMENTÁRIA – LOA, ATRAVÉS DA ABERTURA DE UM CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR NA IMPORTÂNCIA DE R$ 950.000,00 (NOVECENTOS E CINQUENTA MIL REAIS), E CONTÉM OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

PROJETO DE LEI Nº 0032/2019

AUTORIZA O MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE, A PERMUTAR LOTE URBANO COM JULIO CESAR ZANATTA E SUA ESPOSA MARINEZ ZANATTA.

  PROJETO DE LEI Nº 0031/2019

ESTABELECE PRIORIDADE NO ATENDIMENTO EM ESTABELECIMENTOS PÚBLICOS E PRIVADOS ÀS PESSOAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA – TEA, NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE/SC, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

  PROJETO DE LEI Nº 0030/2019

DECLARA DE UTILIDADE PÚBLICA A “ASSOCIAÇÃO POÇO PROFUNDO CANELA GAÚCHA”, COM SEDE E FORO NESTE MUNICÍPIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.  

Selecione o ano desejado para listar