100%

Vereadores aprovam projetos que autorizam baixa de patrimônio, alteram Comtur e abrem créditos suplementares

Vereadores aprovam projetos que autorizam baixa de patrimônio, alteram Comtur e abrem créditos suplementares Vereadores aprovaram três projetos de lei em sessão extraordinária. Propostas serão apreciadas em segundo turno na quinta-feira
Os vereadores de São Miguel do Oeste se reuniram em sessão extraordinária nesta terça-feira (27) para apreciar em primeiro turno três projetos de lei de autoria do Poder Executivo. A sessão havia sido convocada ao final da última sessão ordinária. Um dos projetos que iria à votação foi retirado da pauta e outro foi incluído mediante acordo entre os vereadores. Todos os projetos foram aprovados por unanimidade. Os projetos serão apreciados em segundo turno em sessão extraordinária marcada para quinta-feira (29), às 8h.

O Projeto de Lei 122/2018, retirado da pauta, autorizaria o Executivo a contratar operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal até o valor de R$ 15 milhões. O presidente Cláudio Barp explicou que o projeto não foi a votação pois poderá sofrer adequações ou mesmo ser retirado da Câmara. Já o Projeto de Lei 134/2018 foi incluído na pauta de votação. Confira abaixo mais informações sobre as matérias votadas.

BAIXA DE PATRIMÔNIO

Um dos projetos que esteve em votação foi o Projeto de Lei 118/2018, que autoriza a baixa do patrimônio e alienação de bens móveis inservíveis à Administração Pública Municipal. O projeto autoriza a baixa e a alienação dos seguintes veículos: Kombi Escolar 2007/08 (valor mínimo R$ 10 mil); Peugeot 307 2005/06 (R$ 7,5 mil); Ford Courier 2011/12 (R$ 8 mil); Vectra 2007 (R$ 10 mil); Microônibus 1991/92 (R$ 15 mil); Marcopolo Volar 2000/01 (R$ 20 mil); Celta 2005/06 (R$ 5,5 mil); Palio 2004/05 (R$ 4,5 mil); Fiat Strada 2009 (R$ 5 mil); distribuidor de adubo líquido Ipacol (R$ 500); carroção agrícola (R$ 300); Carreta forrageira hidráulica (R$ 3,5 mil); Distribuidor de adubo e calcário Triton (R$ 5 mil); Ensiladeira acoplada (R$ 1,5 mil); Distribuidor de calcário Fatritol (R$ 1,2 mil); Escavadeira Hidráulica Fiat Halli (R$ 5 mil); Baú câmara fria Triton 2008/09 (R$ 2 mil); Caminhão Tanque 1978 (R$ 8 mil); Fiat Ducato 2004 (R$ 15 mil); Classic 2013/14 (R$ 11 mil); Fiat Siena 2008 (R$ 9 mil); Fiat Siena 2009/10 (R$ 9,5 mil); Escavadeira Hidráulica Komatsu 2010 (R$ 80 mil); e Retroescavadeira Randon pá carregadeira com pneus 2012 (R$ 50 mil).

CONSELHO DE TURISMO

Os vereadores também aprovaram o PL 120/2018, que dispõe sobre a reformulação, reestruturação e funcionamento do Conselho Municipal de Turismo (Comtur). O Conselho, vinculado ao Gabinete do Prefeito, é destinado a promover e incentivar as ações de Turismo no Município de São Miguel do Oeste. O Comtur tem como objetivo específico implementar a Polícia Municipal de Turismo Responsável, visando criar condições para o aperfeiçoamento e desenvolvimento da atividade turística no Município; e auxiliar na orientação, promoção e gerência do desenvolvimento do turismo e nas políticas públicas voltadas ao setor.

O texto também prevê a formação do Conselho Municipal de Turismo. O Comtur será formado por um representante da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e um da Secretaria de Esporte, Cultura e Turismo; e um representante de cada um dos seguintes setores: meios de hospedagem, setor de gastronomia, grupos de esporte a motor, associação ou sindicatos dos agricultores, Conselho das Entidades e Epagri. O projeto ainda prevê as atribuições do Comtur, a periodicidade das reuniões (uma vez a cada dois meses) e a nomeação dos membros pelo Poder Executivo. O mandato de seus membros será de dois anos, permitida a recondução.

SUPLEMENTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

Outro projeto de lei apreciado na sessão extraordinária é o PL 134, incluído na pauta mediante acordo entre os vereadores, pois na convocação original não constava na pauta de votação. O projeto baixou na Câmara em 21 de novembro deste ano. Como o projeto não estava na pauta e há urgência em sua aprovação, em razão do pagamento de servidores deste mês, o presidente Cláudio Barp pediu pareceres verbais sobre o projeto. Todas as comissões deram parecer favorável e o projeto foi a votação, recebendo aprovação unânime.

O projeto altera o Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária (LOA) através da abertura de créditos adicionais suplementares até na importância de R$ 5.958.101,70. O objetivo é incrementar dotações orçamentárias que se julgaram insuficientes no decorrer do ano financeiro.

Na justificativa do projeto, o prefeito Wilson Trevisan explica que “o reforço das dotações orçamentárias dos Poderes Executivo e Legislativo tem como escopo principal fazer a complementação do atendimento das despesas de pessoal, encargos socias de responsabilidade dos respectivos órgãos, relativamente aos meses de novembro, dezembro, horas extras, décimo terceiro, férias e rescisões contratuais do corrente ano”.

Notícias

Câmara fará ponto facultativo

Câmara presta homenagem pelos 60 anos de fundação do Colégio Jesus Maria José

Vereadores manifestam apoio a sindicatos em defesa dos direitos dos trabalhadores rurais

Vereadores aprovam pedido de vistas a projeto sobre exploração de terminal rodoviário

Vereadores aprovam aumento de repasse para Apae, Apas e Rede Feminina

Vereadores pedem instalação de novo trevo na BR-282, asfaltamento, lombada e obras de drenagem

Câmara abre processo seletivo para contratar auxiliar de serviços gerais

Justiça determina afastamento de vereador de Comissão Parlamentar de Inquérito

Vereadores sugerem criação de hemocentro no Hospital Regional

Câmara aprova criação do Dia Municipal da Proclamação do Evangelho e da Reforma Protestante