100%

Vereadores defendem apoio a moradores da Willy Barth para executar obras de acessibilidade

Vereadores defendem apoio a moradores da Willy Barth para executar obras de acessibilidade Gilberto Berté e Carlos Grassi pediram à Administração que crie estratégias para auxiliar moradores a executar obras de acessibilidade
Os vereadores Gilberto Berté (MDB) e Carlos Grassi (PP) apresentaram uma moção de apelo solicitando à Administração Municipal que crie estratégias para ajudar os moradores da Rua Willy Barth a executar obras de acessibilidade ao longo da rua. Os vereadores também pedem ao Poder Público que verifique a estrutura da via no trecho junto ao semáforo, no Bairro São Sebastião. O pedido foi apresentado durante a sessão desta quinta-feira (1º).

Berté e Grassi lembram que está na reta final o prazo de execução de obras de acessibilidade nos imóveis da área central do município, conforme firmado em Termo de Ajustamento de Conduta. “Nos bairros cortados pela Rua Willy Barth, muitos moradores não terão condições de arcar com as despesas, já que em alguns pontos será necessária a construção de muros de contenção, fazendo com que o valor da obra seja superior ao do imóvel. Também é necessário que a medida contemple as demais áreas do município que apresentem as mesmas características”, explicam os vereadores. O pedido será encaminhado ao prefeito em exercício e ao superintendente regional do Dnit em Santa Catarina.

SEMÁFORO

Outra moção foi apresentada por Cássio da Silva (MDB), que solicita ao prefeito em exercício, à secretária de Urbanismo e ao diretor do Demutran que mantenham o semáforo no cruzamento das ruas Santos Dumont e Itaberaba. Segundo Cássio, a secretária de Urbanismo divulgou recentemente que o semáforo seria deslocado para outra esquina. O vereador defende que seja mantido onde está, pois antes de sua instalação, afirma ele, havia alto índice de acidentes no local.

“Além do mais, a criação das vias de mão únicas tem o intuito de dar fluidez e desafogar o trânsito. Sendo assim, a retirada do equipamento citado trará novamente a intensificação do fluxo de veículos naquele local, desmotivando assim o uso das vias de mão única e complicando o cotidiano dos moradores próximos, devido à grande demanda e movimentação que esta mudança trará”, justifica.

INDICAÇÕES

Vagner Passos (PSD) solicita ao prefeito e à secretária de Urbanismo que instalem bocas-de-lobo inteligentes no cruzamento das ruas Santos Dumont e Almirante Barroso, nas proximidades da Lanchonete Mister X e Supermercado Centenaro. A intenção é conter o mau cheiro e obstruir a saída de insetos e roedores.

Everaldo Di Berti (PSD) indicou à Administração Municipal que faça a pintura das faixas de pedestres que cruzam as ruas La Salle e Dr. Guilherme José Missen, próximo ao Colégio La Salle Peperi, e a pintura que demarca a vaga de deficiente físico em frente à escola.

Maria Tereza Capra (PT) solicita à Administração Municipal que faça reparos e asfalte a Rua Florianópolis, a partir da Rua José Klein até a ponte, no Bairro São Luiz. O objetivo é atender reivindicação de moradores da Vila Nova I e II e de usuários daquela via. Segundo a vereadora, nas condições atuais há dificuldades de locomoção tanto de pedestres quanto de veículos. “Os moradores temem que aconteça acidentes, principalmente com o ônibus de transporte dos alunos da Apae, que transita diariamente por este trecho”, acrescenta. O pedido será enviado ao prefeito em exercício.

REQUERIMENTOS DE INFORMAÇÃO

José Giovenardi (PR) apresentou requerimento solicitando ao prefeito em exercício que informe se houve funcionários licenciados para concorrer às eleições de 2016; em caso positivo, informar quais funcionários, denominando os que receberam licença na ocasião. O vereador pede ainda cópia do ato que concedeu a licença; se houve ressarcimento ao erário por parte do servidor em caso de indeferimento da candidatura; e solicita ainda a relação dos servidores que estiveram em férias nos meses de agosto a outubro de 2016.

Vanirto Conrad (PDT) pediu ao prefeito que informe qual a empresa responsável pela realização de pesquisa de opinião relacionada às mudanças no trânsito ocorridas no município. O vereador pede em que período foi realizado o questionamento, quantas pessoas foram ouvidas, qual o critério adotado e qual o questionário apresentado aos entrevistados. Vanirto solicita ainda a relação das pessoas entrevistadas, cópia do questionário e qual o custo aos cofres municipais para realização dessa pesquisa.

Notícias

Câmara terá ponto facultativo na sexta

Câmara presta homenagem à equipe de enfermagem do Hospital Regional

Vereadores pedem informações sobre georreferenciamento e apresentam pedidos de obras e serviços no município

Rua no Bairro Salete receberá o nome de José Egon Dill

Vereadores aprovam projeto que concede direitos a agentes comunitários de saúde

Câmara instaura comissão para apurar denúncia recebida via Ouvidoria

Vereador pede prorrogação de prazo para adequar passeios públicos

Câmara autoriza contratação de serviços de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos através de concessão ou PPP

Vereadores mirins participam de curso de argumentação e oratória

Em audiência pública, promotor esclarece pontos da legislação ambiental e ressalta importância de preservar mananciais hídricos