100%

Vereadores pedem reparos em ruas e instalação de lombadas

Vereadores pedem reparos em ruas e instalação de lombadas Cláudio Barp pediu a solução do problema de alagamento da Rua Olinda Vidor. Foto divulgação
A Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste aprovou quatro indicações e dois requerimentos de informação na sessão desta terça-feira (14). Uma das indicações é de Maria Tereza Capra (PT) e solicita reparos na Rua Rinaldo Henrique Panzenhagem, situada no Bairro São Sebastião, bem como a instalação de canalização pluvial. A vereadora aponta que essa via possui muitos cascalhos soltos e buracos aumentando dia após dia, e ressalta que a falta de pavimentação causa transtornos aos moradores, como a poeira e o barro. A indicação será enviada ao prefeito e ao secretário de Obras.

Já Cláudio Barp (PMDB) pediu a solução do problema de alagamento da Rua Olinda Vidor, no Bairro Agostini, próximo à UPA. Conforme Barp, quando ocorrem chuvas, a água fica empoçada em trecho dessa rua, o que impossibilita o tráfego de pedestres. O pedido será encaminhado à secretária de Desenvolvimento Urbano e ao prefeito.

LOMBADAS

José Giovenardi (PR) indicou a instalação de um redutor de velocidade na Rua Itaberaba, na quadra entre as ruas Ângelo Longhi e Trinta de Dezembro, no Bairro Sagrado Coração de Jesus. O pedido será encaminhado à secretária de Desenvolvimento Urbano e ao prefeito. Vanirto Conrad (PDT) sugeriu a instalação de duas lombadas físicas na Rua Sudoeste, entre a Rua Afonso Pena e Travessa São Miguel, e de duas lombadas na Rua São Judas Tadeu, entre a Travessa São Miguel e a BR-386, no Bairro Santa Rita. O pedido será encaminhado à secretária de Planejamento e ao presidente do Cotrasmo.

REQUERIMENTOS DE INFORMAÇÃO

Os vereadores aprovaram ainda dois requerimentos de informação. Um deles, de Vagner Passos (PSD), solicita ao prefeito e à secretária de Desenvolvimento Urbano que informem se existem e quais as regras adotadas para a instalação de lixeiras próximo a estabelecimentos comerciais que servem alimentos; e quais as medidas que estão sendo tomadas quanto ao mau cheiro do lixo depositado nas lixeiras próximo a esses locais.

Outro requerimento foi proposto por Cássio da Silva, Gilberto Berté e Silvia Kuhn (PMDB), e solicita ao prefeito e ao secretário de Saúde que informem quais os critérios utilizados para chegar ao valor unitário por habitante de repasse financeiro do município ao CIS-Ameosc, constante no Projeto de Lei 125/2017. Os vereadores pedem também cópia do contrato e seus aditivos em vigência efetuados entre o município e o CIS-Ameosc; e a cópia dos repasses financeiros de recursos próprios e vinculados dos últimos 12 meses. O requerimento foi aprovado por maioria, com voto contrário de Carlos Grassi.

Notícias

Por unanimidade, Câmara aprova Orçamento de 2018 em 2ª votação

Câmara de Vereadores aprova projetos do Orçamento para 2018

Vereadores pedem reparos em ruas e instalação de lombadas

Vereadores aprovam alterações nas leis da Semana das Etnias e da Semana da Consciência Negra

Câmara inicia votação dos projetos do Orçamento nesta semana

Vereadores cobram Programa de Certificação de Propriedade Rural

Odemar Marques defende mudança na distribuição dos recursos federais

Câmara aprova aumento de repasse para a Rede Feminina, a Apae e a Apas

Câmara presta homenagem pelos 20 anos da Abasmo

Vereadores aprovam adequação em legislação sobre toldos e extinção de fundações