100%

Sessão solene presta homenagem ao Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

Sessão solene presta homenagem ao Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina Vereadores proponentes de moção de aplauso com os bombeiros homenageados
A Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste homenageou nesta quinta-feira (6) o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. A sessão solene reuniu bombeiros militares, autoridades locais, regionais e estaduais e a comunidade em geral. Foram entregues placas em homenagem aos profissionais da ativa e da reserva da corporação, e também homenagens individuais aos comandantes e a bombeiros que se destacaram no exercício da função.

Durante a sessão, o major Jorge Artur Cameu Júnior, comandante do 12º Batalhão de Bombeiros Militar de São Miguel do Oeste, apresentou um histórico das atividades da instituição no município. Ele explicou que a necessidade de atendimentos vem desde a criação do município, nos anos 1950, com frequentes ocorrências envolvendo incêndios em serrarias. O estopim para a instalação de uma unidade da corporação foi o incêndio no Edifício Spier, em 1977, que destruiu o prédio. O Corpo de Bombeiros Militar foi finalmente instalado em São Miguel do Oeste no dia 9 de julho de 1979, tendo como primeiro comandante do Pelotão o 2º tenente Valdir Goetten de Souza, e o primeiro incêndio atendido pela guarnição local ocorreu no dia 27 de julho daquele ano no edifício onde funcionava a loja Palácio dos Esportes.

Outros pontos destacados da história do Corpo de Bombeiros foi a instalação do quartel em 1983; a implantação do serviço de Atendimento Pré-Hospitalar, em 1993; a implantação do programa Bombeiro Comunitário em 1999; a criação e ativação da 5ª Companhia do 2º Batalhão de Bombeiros Militares, em 2005; e a transformação para 2ª Companhia do 6º Batalhão em 2006; a implantação do 12º Batalhão de Bombeiros Militar, em 2010; a primeira passagem de comando do 12º BBM, do tenente coronel Aldo José Franz ao major Marcelo Fiório; e a segunda passagem de comando em maio de 2017, do tenente coronel Marcelo Fiório ao major Jorge Artur Cameu Júnior. O major Cameu também relatou sobre o duplo acidente ocorrido em 9 de outubro de 2007, que resultou em 90 feridos e 27 vítimas fatais, das quais quatro bombeiros militares e um bombeiro comunitário.

MANIFESTAÇÕES

O proponente da sessão solene, vereador Cláudio Barp (PMDB), falou dos riscos da profissão. “Os bombeiros são aqueles profissionais que oferecem as suas vidas para salvar a vida de pessoas que nunca viram antes”, afirmou. “Ser bombeiro é um sonho de muitas crianças, mas a realidade do dia a dia do trabalho é bem diferente daquela fantasia infantil. A coragem é real, mas não existe um super-herói, e sim uma equipe que passou por um treinamento intensivo para não errar, pois um único erro pode ser a diferença entre a vida e a morte das pessoas que dependem desse bom profissional”, ressaltou Barp.

O prefeito Wilson Trevisan disse que a homenagem é muito justa em razão da importância da instituição Corpo de Bombeiros Militar. Também disse que ficou feliz com a notícia de que o Corpo de Bombeiros auxiliará a administrar o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), unindo as estruturas dos órgãos. Por fim, disse que “tira o chapéu” para o Corpo de Bombeiros.

CREDIBILIDADE

O comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, Onir Mocellin, registrou que no ano passado a corporação atendeu 194 mil ocorrências, e seus profissionais fizeram 392 mil vistorias. “Estamos conseguindo atender a comunidade graças ao comprometimento dos bombeiros militares, ao apoio dos bombeiros comunitários, da comunidade, do Governo do Estado”, reconheceu o comandante. Ele agradeceu pela homenagem e citou que o Corpo de Bombeiros Militar é a instituição pública com maior credibilidade no país, e que é uma grande responsabilidade manter essa imagem. “Esperamos continuar correspondendo às expectativas das senhoras e dos senhores”, afirmou.

MOÇÕES DE APLAUSO E DE APELO

Na sessão também foram homenageados bombeiros militares que realizaram o atendimento do jovem Bruno Albani, que em 8 de fevereiro deste ano recebeu uma descarga elétrica de 13 mil volts após um acidente de trabalho. Conforme a moção, ele sofreu sérios ferimentos, como amputações, queimaduras em terceiro grau e estado de quase morte em razão de sucessivas e longas paradas cardiorrespiratórias, e só não foi a óbito devido à intervenção do grupo de salvamento composto pelo sargento Sidinei Dezordi, soldado Douglas Tiago Vivian e soldado Jocilei Carlos Tonett.

Em maio deste ano a Câmara de São Miguel do Oeste aprovou uma moção de aplauso aos bombeiros militares que fizeram este salvamento, e também uma moção de apelo ao governador e ao comandante geral do Corpo de Bombeiros, sugerindo a concessão de medalha por bravura aos bombeiros militares. As moções foram propostas pelos vereadores Vagner Passos, Gilberto Berte e Silvia Teresinha Kuhn, e foram entregues durante a sessão aos homenageados.

Notícias

Vereadores solicitam limpeza de área, asfaltamento no cemitério, sinalização de trânsito e incentivos para construção de passeios

Com emendas, vereadores aprovam projeto que cria a Semana da Cultura

Câmara cobra solução para problemas de abastecimento de água em São Miguel do Oeste

Câmara aprova projetos que destinam recursos para assistência social e Rede Feminina de Combate ao Câncer

Câmara aprova projeto que proíbe consumir bebidas alcoólicas em logradouros públicos

Vereadores aprovam projetos sobre aquisição de veículo, criação de loteamento e composição de conselho

Sessão solene presta homenagem ao Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

Câmara aprova contas do Município do ano de 2015

Câmara presta homenagem a servidores públicos municipais aposentados

Diretor geral do Dnit esclarece sobre andamento de obras em rodovias federais da região e pede paciência à comunidade