100%

Histórico do Município

MOVIMENTO EMANCIPACIONISTA

Com o objetivo de defender os interesses coletivos e promover a criação do distrito, à 21 de agosto de 1949, vários habitantes da povoação e arredores reuniram-se no Salão Paroquial e fundaram a “Sociedade Amigos de Vila Oeste”. Na mesma oportunidade foi nomeada uma Comissão constituída por Olímpio Dal Magro, Leopoldo Olavo Erig, Theobaldo Dreyer, Pedro Waldemar Ramgrab, Pedro Mallmann, Eugênio Canzi, Moyses Machado Oliveira e Hermínio Guerino Luzzi que, junto às autoridades minicipais de Chapecó, pleiteou a concretização dos anseios da população vila - oestina. Atendendo essa aspiração, a 21 de dezembro de 1949, Serafim Enos Bertaso, presidente da Câmara de Chapecó, no exercício do cargo de prefeito, promulgou a Lei número 25-A, aprovada pelo Legislativo Estadual, criando o 15º distrito de Chapecó, com territóriodesmembrado do distrito de Mondaí, passando a sede a denominar-se a partir de então de São Miguel do Oeste.

Como primeiro indendente-Exator do novo distrito foi nomeado João Batista Machado Vieira, sucedendo-lhe, em 1950, Generoso Rodrigues de Morais, e a este, Avelino De Bona, nomeado em 02 de fevereiro de 1951.

A RESOLUÇÃO

Eleito e empossado vereador, Leopoldo Olavo Erig, no Legislativo de Chapecó, iniciou o processo de criação do município, conseguindo que, pela Resolução nº 10 promulgada em 29 de outubro de 1953, fosse aprovada a divisão do território da comuna e conseqüente desmembramento, além de outros, do Município de São Miguel do Oeste. Esta resolução foi aprovada pela Assembléia Legislativa do Estado através da Lei nº 133, de 30 de dezembro de 1953. Nomeado prefeito provisório o vereador Leopoldo Olavo Erig, a 15 de fevereiro de 1954, foi instalado o Município. A 14 de agosto do mesmo ano, sucedeu-lhe Walnir Botaro Daniel.

Em 03 de outubro de 1954, procedeu-se a primeira eleição no município, tendo sido eleito Prefeito Olímpio Dal Magro.

OS PREFEITOS DA HISTÓRIA

Desde a instalação do município em 15 de fevereiro de 1954, até abril de 1986, 15 pessoas ocuparam a Chefia do Executivo migueloestino, sendo elas: Leopoldo Olavo Erig, Walnir Bottaro Daniel, Olímpio Dal Magro, Avelino De Bona, Leolino João Baldissera, Alexandre Castelli, Pedro Waldemar Ramgrab, Nilton Castanheira, Ernesto Giehl, Hélio Wassum, Osvaldo Gruber, Ademar Quadros Mariani, Jarcy Antonio De Martini, Augusto Paulo Zorzo e Luiz Basso.

O primeiro prefeito a ser empossado foi Leopoldo Olavo Erig, que, ao renunciar para concorrer a deputado estadual, cedeu o cargo a Walnir Bottaro Daniel, que permaneceu até 15 de novembro de 1954, quando assumiu o primeiro prefeito eleito, Olímpio Dal Magro.

Em 1959 foi eleito o executivo de São Miguel do Oeste Avelino De Bona. Renunciando por razões particulares, De Bona foi substituído por Leolino João Baldissera e Alexandre Castelli, que concluíram o mandato.

Vencendo o pleito em 1965, assumiu os destinos do Município Pedro Waldemar Ramgrab, que por problemas de saúde licenciou-se. Na oportunidade foi substituído por Nilton Castanheira, Ernesto Giehl e Leolino João Baldissera.

Após ter sido considerado Área de Interesse da Segurança Nacional em 09 de maio de 1970, através do Artigo nº 15 da Constituição Federal, assumiu a prefeitura de São Miguel do Oeste Hélio Wassum. Ele foi nomeado pelo então Governador de Santa Catarina, Ivo Silveira, tendo permanecido no cargo até 15 de março de 1975, quando desencompatibilizou-se para assumir a Secretária de Estado para os Negócios do Oeste. Em seu lugar assumiu Oswaldo Gruber, na época presidente da Câmara de Vereadores, permanecendo no cargo até 15 de agosto de mesmo ano, data em que tomou posse Ademar Quadros Mariani.

Em 22 de janeiro de 1980 foi designado pelo Governador Jorge Konder Bornhausen para chefiar o Executivo migueloestino Jarcy Antonio De Martini, tendo sido substituído em 08 de setembro de 1984 por Augusto Paulo Zorzo.

Após muitos anos de nomeações, finalmente o povo de São Miguel do Oeste pode escolher, através do voto secreto, em 15 de novembro de 1985, o seu primeiro mandatário. Eleito por uma esmagadora vantagem de votos, assumiu os destinos do município dia primeiro de janeiro de 1986, o prefeito Luiz Basso.

O Município

Histórico do Município
Histórico do Município

Com o objetivo de defender os interesses coletivos e promover a criação do distrito, à 21 de agosto de 1949, vários habitantes da povoação e arredores reuniram-se no Salão Paroquial e fundaram a “Sociedade Amigos de Vila Oeste”. Na mesma oportunidade foi nomeada uma Comissão constituída por Olímpio Dal Magro, Leopoldo Olavo Erig, Theobaldo Dreyer, Pedro Waldemar Ramgrab, Pedro Mallmann, Eugênio Canzi, Moyses Machado Oliveira e Hermínio Guerino Luzzi que, junto às autoridades minicipais de Chapecó, pleiteou a concretização dos anseios da população vila - oestina. Atendendo essa aspiração, a 21 de dezembro de 1949, Serafim Enos Bertaso, presidente da Câmara de Chapecó, no exercício do cargo de prefeito, promulgou a Lei número 25-A, aprovada pelo Legislativo Estadual, criando o 15º distrito de Chapecó, com territóriodesmembrado do distrito de Mondaí, passando a sede a denominar-se a partir de então de São Miguel do Oeste.